segunda-feira, 16 de julho de 2012

Medo do mercado.



 Eu quero um mundo com borboletas e flôres! E fico feliz que já exista e que seja assim, meu.


"eu me isento de pensar no que eh bom ou mal para os outros eu me limito a pensar no que eh bom pra mim."
Ouvi essa frase hoje...li, pra ser mais precisa. Estou cada dia mais horrorizada com a inflamada doença da "coisificação" da vida. Cada vez mais, o outro é tão outro, que é quase ninguem..
Ultimamente eu tenho passado horas ao lado das árvores. No inicio eu sentia que elas me ensinavam algo, algo que eu sabia que era bom e calmo, mas eu não conseguia traduzir.
Sentada nas pedras da cachoeirinha, encostada num cipó, eu observava os seres. A água corria agitada e chamava atençao; as pedras ao redor do rio silenciosas diziam "não se mova"; as árvores à margem, todas esticavam-se tentando encostar alguma folhinha na água, algumas já deitavam galhos inteiros sobre o rio, outras que quase estavam encostando na água, quando me notavam diziam " tenho que crescer"...Os passaros, sambistas de alma, cantam sempre felizes, mesmo cançoes tristes, diziam "eu to aqui cantando, mas já já vou voar"...Ensinaram-me que tenho que parar pra cantar minhas tristezas e risos, depois sair voando pra não parar nas mesmas notas e cançoes.
Aprendi a caminhar na floresta sem ser picada, nem mordida, sem me arranhar nos galhos. Aprendi tudo isso pq comecei a aprender a respeitar. Respeitar é entender as diferenças e aceita-las, pra entendermos a distancia que existe entre nós e os outros seres, pra que possamos percorrer essa distancia, e alcança-lo.
É mto intrigante pensar que tive que primeiro entender o valor das árvores pra depois entender o valor de um mendigo, nessa hora todos pensam "ai que dó, eu sei o valor do mendigo", mas e o valor do facista?O valor do assassino? O valor do presidiario, do ex presidiário, ou do muleque pedindo dinheiro no semáforo, da Dilma presidenta e da Dilma de 10 anos que "nao sabia nada da vida"? Qual o valor da minha vida quando eu tinha 2 anos, e hoje que tenho 20? ou de um bebe que acaba de nascer, um velhinho prestes a morrer...Qual o valor, da coisa viva?
Quanto vc paga por vc mesmo? Quanto paga por alguem que ama? Quanto paga por alguem que não conhece? Quanto pagam por vc?
O valor da vida, sim se dá em números, pq a natureza está escrita em algarismos numéricos, numa forma matemática que explica a regularidade das vibrações de tudo que é vivo, Quanto mais vivo mais vibra! O valor se dá pela força das vibrações,pelas reações dessas vibrações...
Seja valoroso, dê valor. E pague em voz alta, faça valer suas vibrações.

2 comentários:

  1. É filha, vi nessas férias que suas vibrações valem ouro! Amo muito vc!!Sentirei falta dos seus bolinhos de chuva, das flores, dos ensinamentos, enfim vou chorar muito ainda...

    Volte logo!!

    ResponderExcluir