sexta-feira, 13 de julho de 2012

Fim de semestre...

Na ultima postagem, disse que estava pintando o apartamento pra mudar os ares...pois bem, mudei.

Reorganizei a disposição dos móveis do meu apartamento. Coloquei na sala, de frente pra varanda, a mesa que antes ficava na cozinha. O fiz com a intenção de tomar café podendo olhar o dia nascendo. Aprendi esse semestre a importancia do sol.
Da janela do quarto posso ver o dia clareando, vejo logo à frente um grande terreno baldiu rodeado por mangueiras, que submerssas ainda na penumbra na madrugada, esperam anciosas o calorzinho do sol que está vindo do leste. Primeiro as copas, depois as bases. O capim pragueado pelo chão balança da direira pra esquerda numa calma vegetal, esquentando de cima pra baixo. Até que o sol se faz presente sem ter quem possa dizer o contrario, está se deitando em todo canto, iluminando, esquentando, desinfetando, alimentando...

Geralmente acordo cedo, relativamente cedo, cerca de 9h da manhã. Saio de casa sem tomar café, pra dar bom dia pro dia. Ao caminhar pelas ruas em direçao ao vale, vejo as pessoas indo pra suas vidas, todas com cara de sono. O ar é fresco, o céu é azul e sem nuvens. De manhã o planeta te chama pra correr atras da vida.
Aos domingos, existe uma feira no centro da cidade. Amo feiras. Pessoas baladeiras que vivem nas madrugadas não sabem os prazeres das manhãs. De manhã na feira eu vejo velhos, velhos e velhas que gostam de arrastar carrinhos de arame por entre a esburacada rua. Nas barracas, as comidas mais surpreendentes. Eu já provei muitas coisas graças a feira de domingo!Gente eu experimentei raiz de flor de lotus!

De tarde, o mundo está cansado. É um horario de morgar. O sol está quente, estamos alimentados, tudo que devemos fazer é deitar. Pois foi o que fiz...preguiçei durante as tardes.
Pra não se despedir como um sol carrancudo que fritou tudo a tarde toda, quando chega 5h o sol vai ficando mansinho. As nuvens passam correndo no céu como atrasadas, todas em direção ao sol, e ficam ali, se agrupando ao seu lado enquanto este se despede de mais um dia, colorindo o céu em milhoes de cores, um espetáculo visto somente por quem não se acha mais importante que o proprio sol. É preciso uma certa humildade pra observar o céu durante os ultimos 15 minutos do dia. Acham por ai que tempo é dinheiro. Pois penso que nem um nem outro significam grande coisa.

Pois bem, dar bom dia pro sol, dar adeus, faz bem pra cabeça, produz bons pensamentos, ilumina o sorriso, esquenta os abraços, desinfeta as mágoas, alimenta as esperanças.

Boas energias pra vcs pessoas.
atté

Nenhum comentário:

Postar um comentário