quinta-feira, 11 de março de 2010

Tristeza (postagem pro Augusto)

Lendo um livro de Ruben Alves "tempus fugit", um dos capítulos se entitulava "tristeza", e a explanação do assunto dizia que a tristeza não é nada mais que apenas saudade, pense bem...ele tem razão.
Aqui no sítio é muito bom, eu adoro a rua de terra, o quintal com árvorezinhas crescendo, ter no horizonte uma paisagem verde, é tudo muito bom. A janela do meu quarto permite uma visão privilegiada do ambiente todo, por esses dias começou uma chuva fininha, e eu fui pra minha janela observar a água cair, as nuvens no céu andavam rapidamente (tanto que a chuva foi rápida) , as árvores balançavam graciosamente, e um filete de água da chuva corria pela lama do terreno do vizinho, uns passaros se arriscavam a voar na chuva, e um ventinho frio passava pela janela, observar toda aquela cena foi realmente brilhante. Eu olhava encantada pra as árvores se balançando, e no meio diso tudo e do meu olhar admirirado, uma tristeza bateu, eu daria tudo pra que o Augusto estivesse comigo vendo a chuva cair, a triteza foi saudade, saudade do banho de mangueira, saudade do bolinho de chuva, de comer esfiha dentro da kombi enquanto o mundo desabava em água (...), saudade de rir do que Deus pensa quando faz chover e molha as pessoas na rua..hauhauah...saudades e mais saudades...

2 comentários:

  1. Lendo a descrição do cenário molhado pela chuva e o balanço das árvores ao vento... fico com a boca cheia de água, não de chuva, mas sim porque amo a chuva e o vento e o viço e o frescor desse verde daí.

    ResponderExcluir
  2. Selmy sabe por que coloco comentário como "anônimo" ? Porque sempre que coloco de outro modo esqueço qual username eu me cadastrei e assim não lembro senha...coisa e tal...

    ResponderExcluir